Rússia promete resposta militar a decisão dos EUA de instalar mísseis na Alemanha

.

Rússia promete resposta militar a decisão dos EUA de instalar mísseis na Alemanha
Governo russo viu anúncio conjunto de aliados da Otan como ameaça à segurança do país. Armamento norte-americano deve chegar à Europa em 2026. O presidente dos EUA, Joe Biden, junto do chanceler alemão, Olaf Scholz, e do secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg

REUTERS/Yves Herman

A Rússia prometeu desenvolver uma resposta militar à decisão dos Estados Unidos de instalar mísseis na Alemanha. As informações foram divulgadas pela agência estatal russa Ria, na madrugada desta quinta-feira (11).

? Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp

Na quarta-feira (10), durante o encontro da Otan, Estados Unidos e Alemanha fizeram um anúncio conjunto sobre a instalação de armamento norte-americano em solo alemão.

Segundo as autoridades, mísseis de longo alcance dos Estados Unidos começarão a chegar à Alemanha em 2026. O objetivo seria combater uma ameaça crescente que a Rússia representa à Europa.

"Não podemos descartar a possibilidade de um ataque contra a soberania e integridade territorial dos Aliados", afirmaram.

Como resposta, Moscou afirmou que a instalação de mísseis norte-americanos na Europa irá prejudicar a segurança da Rússia.

Os russos não deixaram claro qual seria o tipo de resposta militar que estaria sendo elaborada contra Alemanha e Estados Unidos.

A instalação de mísseis terrestres de longo alcance era proibida pelo Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987. No entanto, o acordo foi encerrado em 2019.

VÍDEOS: mais assistidos do g1